Destaque

Previsão do Tempo

PROPAGANDA ELEITORAL NO RÁDIO TERÁ DURAÇÃO DE 35 DIAS

A partir do dia 26 de agosto, as emissoras de rádio e televisão deverão transmitir a propaganda eleitoral gratuita para que os candidatos a prefeito e vereador em todo o país possam expor suas propostas. Com a Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165/2015 que alterou a Lei nº 9.504/97), o período da propaganda foi reduzido de 45 para 35 dias. Portanto, o último dia de propaganda no primeiro turno será 29 de setembro, conforme prevê a Resolução TSE nº 23.457. 
 
Os canais de rádio e televisão deverão reservar dois blocos de dez minutos cada, duas vezes por dia, de segunda a sábado, no caso de campanha para prefeito, pois a Lei 13.165 acabou com a propaganda eleitoral em bloco para vereador. No rádio, a propaganda será transmitida das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10. Na televisão, os candidatos vão se apresentar das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40. 
 
Já as inserções serão veiculadas em tempos de 30 e 60 segundos para prefeito e vereador, de segunda a domingo, em um total de 70 minutos diários, distribuídos ao longo da programação entre 5h e 00h. A divisão deverá obedecer a proporção de 60% para prefeito e 40% para vereador. Em relação aos diversos fusos dos estados, o horário da propaganda eleitoral gratuita deverá sempre considerar o horário oficial de Brasília. 
 
A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) acredita que a alteração corrige uma distorção que impactava negativamente o radiodifusor. “As alterações na lei foram uma medida inteligente. O tempo excessivo de propaganda eleitoral vem em prejuízo de todos: eleitores e candidatos. As inserções, por outro lado, mantêm a audiência de rádio e TV”, disse o diretor-geral da Abert, Luis Roberto Antonik.
 
Fonte: Assessoria de Comunicação

DICAS PARA AQUECER A CASA, SEM GASTAR MUITA ENERGIA

Barrar o frio dentro de casa não precisa de muitos aquecedores e lareiras acesas. Algumas mudanças simples na decoração podem ajudar a manter o calor dentro de casa. Confira oito dicas da Haus para aquecer a casa neste inverno. Confira!
 
1 – Abra as cortinas e persianas de manhã
 
O vidro das janelas permite que a luz do sol entre e a medida que se reflete nas paredes e nos móveis, transforma-se em calor, e de graça!
 
2 – Invista em cortinas e blackouts grossos
 
O calor que foi armazenado durante o dia escapa à noite, especialmente se a casa não tem vidros duplos. Para diminuir este efeito, fechar bem os vidros e ter cortinas grossas ajuda e ainda garante um conforto térmico “visual”.
 
3 – Tapetes no piso
 
Além de decorar o cômodo, os tapetes cria outra camada de isolamento no piso, mantendo os pés mais quentes.
 
4 – Fitas adesivas em portas e janelas
 
Com o tempo a vedação de portas e janelas fica comprometida e, com isso, o escape de calor e a entrada de frio é mais frequente. Uma boa solução, encontrada em lojas de produtos para casa e construção e bricolagem, são as fitas auto adesivas “veda frestas”. Colocá-las na esquadria vai resultar em casa mais quente e menos barulhenta.
 
5 – Melhorar o isolamento dos caixilhos
 
Outra forma de aumentar a eficiência das janelas, é calafetar os caixilhos novamente. Essa dica vale especialmente para casas mais antigas.
 
6 – Isolar as janelas com plástico bolha
 
Esta dica parece estranha, saída de experiências infantis, mas funciona. Borrife um pouco de água na janela e aplique o plástico bolha com o lado liso voltado para dentro do ambiente. O material é um ótimo isolante, uma vez que é formado por ar (um isolante térmico clássico) envolto em plástico.
 
7 – Reverter a direção dos ventilador de teto
 
Você não usa o ventilador de teto nos dias frios? Pois deveria. Usar as pás no sentido inverno ao tradicional faz com que o ar quente seja empurrado para baixo.
 
8 – Prefira fazer pratos no forno
 
Quase todo mundo liga as baixas temperaturas a pratos bem servidos. Aproveite então para intensificar os preparos no forno. Enquanto bolos, carnes e pães são assados, a casa recebe o calor do forno, evitando que seja necessário ligar o aquecedor. Dá até para deixar o forno aberto após o témino do preparo, desde que na casa não morem crianças ou pets.
 
Fonte: Gazeta do Povo

ESTUDANTES BRASILEIROS DESENVOLVEM ROBÔS QUE PODEM CHEGAR À SUA CASA EM BREVE

Se você tiver um robô ao seu lado amanhã ou depois, talvez a culpa não seja de um gênio do Vale do Silício, o solo sagrado da tecnologia mundial, mas de um estudante (ou um grupo deles) que nem sequer chegou aos 20 anos. E aqui do Brasil mesmo. O país entrou ainda a passos calmos na era da robótica nas escolas de ensino fundamental e de nível médio (técnico ou regular), mas tem se mostrado fértil em ideias inovadoras e aplicáveis.
 
Que tal um protótipo de braço robótico que pode ser impresso em 3D desenvolvido por Luiz Fernando da Silva Borges, de apenas 17 anos, um estudante do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul? Ou o trabalho de um grupo de estudantes de Maringá, do Colégio Objetivo, que criou um robô chamado Bibo? Feito de alumínio e peças de baixo custo, ele anda, grava e reproduz áudio, conta histórias e tem compartimento para livros. Tudo controlado pelo bluetooth de um celular.
 
O roboteca, como foi apelidado, pode ser usado para estimular a leitura para crianças de 5 a 10 anos. “Antes eu só tinha experiência de desmontar carrinhos, barquinhos. Foi com este projeto que aprendi sobre robótica e programação. E isso mudou a minha realidade”, conta o estudante Felipe Neiverth, de 15 anos, um dos autores. O robô do trio serviu para estimular também os colegas. Um deles, Leandro Eiki Iriguchi, de apenas 13 anos, criou uma lixeira inteligente, com sensor que só abre para o tipo exato de descarte a que se destina: o colorido Gomi-Bô.
 
Outras boas ideias criadas pelas equipes de robótica das escolas do país pipocam em uma série de eventos e competições de robótica. São várias delas. Uma das mais interessantes é a Feira Brasileira de Ciências e Tecnologia (Febrace), realizada em São Paulo. Na edição deste ano, estudantes criaram sistemas como um software capaz de “ler” cores para deficientes visuais (estudantes de João Pessoa) e uma cadeira de rodas que sobe escadas (Rio Claro).
 
Mas é preciso mais, defende Arquimedes Luciano, físico e doutorando em Educação para Ciência e Matemática, o professor que coordenou os trabalhos dos estudantes de Maringá. “Temos muito o que avançar neste campo. Ainda há um distanciamento dos alunos, mesmo eles usando telefone, tablet, tevê. Eles não conseguiram entender que serão os criadores do futuro. São eles que criarão este novo mundo da tecnologia”, diz.
 
Fonte: Gazeta do Povo

IBGE FAZ CONCURSO COM 7,5 MIL VAGAS EM TODO O PAÍS

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta terça (07) o edital do processo seletivo que irá preencher 7.500 vagas temporárias. Os aprovados irão trabalhar fazendo pesquisas econômicas e sociodemográficas.
 
O concurso é destinado para profissionais de nível médio, que irão receber remuneração mensal de R$ 1.250,00 para uma jornada de 40 horas semanais. As vagas estão distribuídas por 550 municípios dos 26 estados e Distrito Federal. No Paraná há um total de 415 vagas, distribuídas nas categorias de ampla concorrência, negros e pessoas com deficiência.
 
As inscrições para o processo seletivo vão de 21 de junho à 19 de julho. A taxa de inscrição é de R$ 30. O candidato deve escolher a cidade onde deseja trabalhar e também onde irá fazer a prova no ato da inscrição.
 
Para mais informações, confira o edital disponível no site www.cesgranrio.org.br.
 
Fonte: Gazeta do Povo

SETE GASTOS QUE TRAZEM ECONOMIA NO LONGO PRAZO

Não são só os investimentos nos bancos e nas corretoras que trazem retornos para os poupadores. A mudança de atitude e o cuidado com a casa, com o carro e com a sua saúde e dos seus pets podem garantir alívio para o bolso.
 
Veja sete gastos que se pagam no longo prazo:
 
Troque as lâmpadas
 
As lâmpadas de LED são mais caras que as incandescentes, mas a economia no consumo de energia compensa. A queda nos gastos pode cair até 90%. As LEDs iluminam mais com potências menores, que vão de 6 a 9 watts, e têm vida útil estendida de até 50 mil horas. Já as incandescentes dissipam calor para produzir luz, o que as torna menos eficientes, além de ter duração baixa, de cerca de mil horas de uso.
 
Reforme as roupas usadas
 
Em vez de comprar roupas novas, muitas vezes é possível reaproveitar aquilo que está esquecido no guarda-roupa. Calças jeans usadas, por exemplo, podem se transformar em bermudas para os dias quentes ou receber um tingimento e ajustes no corte para ganhar uma cara nova. O mesmo vale para jaquetas e casacos que muitas vezes ficam esquecidos no fundo do armário.
 
Faça revisões no carro
 
Alguns detalhes pequenos podem fazer toda a diferença no consumo de combustível e no custo futuro de manutenção do veículo. Pneus devidamente cheios e balanceados podem reduzir os gastos com gasolina ou etanol em até 20%. Trocar os filtros de ar, de combustível e o óleo dentro do prazo especificado também garante uma melhor performance do veículo.
 
Realize manutenções em casa
 
Deixar a casa em ordem é outra forma de evitar gastos maiores no longo prazo. Resolver vazamentos pequenos e arrumar infiltrações logo no começo reduzem o desperdício de água e evitam custos elevados de reforma quando o problema estiver mais avançado.
 
Monte uma horta
 
Os alimentos estão entre os itens que mais pressionam a alta de preços no Brasil. Nos primeiros 15 dias de maio, a inflação da categoria calculada pelo IPCA-15 subiu 1,05%. Uma alternativa para fugir disso é manter uma horta em casa ou mesmo no apartamento. Investir tempo e um pouco de dinheiro no cultivo de plantas contribui para uma melhor alimentação e ainda ajuda a se proteger da variação de preços.
 
Cuide da sua saúde...
 
Ir ao dentista uma vez a cada seis meses é uma forma de garantir uma melhor saúde bucal e evitar que aquelas cáries pequenas se transformem em dores fortes nos dentes (e no bolso). Realizar consultas médicas antes de começar a fazer exercícios físicos e fazer check-ups regulares conforme a idade também ajudam a identificar possíveis problemas que, se resolvidos a tempo, garantem longevidade e evitam mais gastos no futuro.
 
...e da saúde dos seus pets
 
Assim como as crianças, os animais de estimação estão vulneráveis a doenças e precisam seguir um cronograma de vacinação. Para quem tem um filhote em casa, é importante ficar atento ao cronograma para garantir a imunização dos pets. Em média, as primeiras vacinas devem ser aplicadas a partir dos primeiros 45 anos de vida.
 
Fonte: Gazeta do Povo

STARTUP CRIA MÁQUINA QUE LAVA, SECA, PASSA E DOBRA ROUPAS

Uma startup israelense desenvolveu uma máquina de lavar roupas que é o sonho de muita gente. Além de lavar, a Foldimate seca, passa e dobra.
 
A engenhoca é equipada com um sistema de vapor para passar a roupa e eliminar os amassados indesejados. A máquina também oferece um recurso para amaciar e perfumar.
 
A Foldimate é capaz de dobrar 20 peças de uma única vez, como camisetas e calças jeans. De acordo com a empresa, cada peça leva cerca de 10 segundo para ser dobrada e 30 segundos para desamassar.
 
A máquina está em pré-venda com previsão de entrega em 2017. O custo médio é estimado entre US$ 700 e US$ 850 (cerca de R$2.500 e R$3 mil).
 
Fonte: Catraca Livre

Publicidade

Fusionweb 

O melhor streaming para Rádio e Tv na Internet.

Hospedagem e desenvolvimento de Sites.

CLIQUE AQUI!

Ou ligue 41-3093-9979