Destaque

Previsão do Tempo

PESQUISA REVELA OS NOMES DAS CRIANÇAS MAIS LEVADAS

Agora é possível justificar a rebeldia ou bom comportamento pelo nome. A School Stickers, uma empresa especializada em criar adesivos, certificados e cartões para escolas usarem em sala de aula, fez uma pesquisa nos Estados Unidos para descobrir quais nomes são mais comuns entre as crianças levadas e as bem-comportadas. A pesquisa foi realizada na School Stickers USA em 10 mil escolas.  Os instrutores pediram a 60.000 crianças para arquivarem os adesivos que receberam na escola pelo bom comportamento.
 
Depois de monitorar o comportamento dessas crianças e, com base nos próprios registros das etiquetas de bom comportamento da escola, os pesquisadores analisaram e divulgaram os “nomes dos pestinhas”. Ou seja, daquelas crianças com maior probabilidade de se comportarem com rebeldia.
 
Como o estudo não foi realizado no Brasil nem todos os nomes correspondem aos usados em português, por isso o Portal Raízes fez uma lista com base nos estudos da especialista em onomástica (estudo dos nomes próprios) e antroponímia (o estudo dos nomes de pessoas), Maria Vicentina do Amaral Dick, da Universidade de São Paulo, para conhecer os “pestinhas” e “santinhos” que temos por aqui.
 
Confira os 10 nomes para meninos e meninas mais levados e 10 nomes de meninos e meninas mais bem-comportados:
 
Meninas levadas:
 
Alice, Sofia, Beatriz, Laura, Júlia, Ágata, Gabriela, Rafaela, Sara e Ana
 
Meninos levados:
 
Victor, Artur, Gabriel, Bernardo, Guilherme, Pedro, Miguel, Gustavo, Henrique e Rafael
 
Meninas bem-comportadas:
 
Bruna, Isabel, Mariana, Juliana, Diana, Débora, Jéssica, Raquel, Joana e Érica
 
Meninos bem-comportados:
 
David, Nuno, Daniel, Eduardo, Bruno, Tiago, João, Samuel, Diogo e Hugo
 
Fonte: Gazeta do Povo

5 DESTINOS ROMÂNTICOS PARA CURTIR O DIA DOS NAMORADOS

O Dia dos Namorados está chegando e muitos casais já estão planejando uma viagem a dois para curtir a data. Neste ano, o 12 de junho será numa segunda-feira, mas quem quiser pode adiantar a comemoração para o fim de semana. O Viver Bem selecionou 5 destinos românticos no país que são perfeitos para celebrar o amor. Confira:
 
Gramado (RS)
 
Os casais que querem curtir um passeio a dois e degustar ótimos vinhos, não podem deixar de conhecer Gramado. A cidade conta com construções no estilo europeu e se destaca por ter o clima frio nesta época do ano. Os casais podem aproveitar a viagem para fazer um jantar romântico e provar os tradicionais chocolates da região.
 
Além disso, é possível esquiar no Snowland, um parque indoor de neve que oferece mais de 18 atrações entre snowboard e opções gastronômicas. A entrada custa a partir de R$ 129 para adultos. O parque funciona todos os dias exceto às quartas-feiras, das 10h às 17h. Outra sugestão é o pedalinho do Lago Negro, cartão postal romântico de Gramado, que custa a partir de R$ 20.
 
Itacaré (BA)
 
Já para os apaixonados adeptos de uma programação perto da natureza, o cenário perfeito está no litoral baiano. Em Itacaré, os turistas encontram praias com paisagens naturais encantadoras. Além disso, os casais aventureiros podem aproveitar o mar da região para praticar surf e stand up paddle, e se arriscarem nos esportes radicais de ecoturismo, como arvorismo e passeios de canoas no rio de Contas.
 
Outra atração imperdível são as cachoeiras. A Cachoeira do Cleandro, por exemplo, tem três quedas e piscina natural, além de restaurante que serve petiscos. O acesso é por barco ou canoa e a entrada custa R$ 15.
 
Angra dos Reis (RJ)
 
A cidade se destaca pela natureza e praias de água verde e areia branca. Os apaixonados que visitarem a famosa Angra dos Reis podem aproveitar para fazer um dos passeios mais requisitados da região, que são as trilhas que levam a cachoeiras e praias reservadas.
 
Para os casais que gostam de aventura, a sugestão é mergulhar nas águas de Angra dos Reis e Ilha Grande. Os passeios guiados duram cerca de quatro horas e custam em torno de R$ 280 por pessoa, já com todo o material de segurança incluso. Aqueles que preferem a superfície pode fazer roteiros com lanchas a partir de R$ 140 por pessoa.
 
Monte Verde (MG)
 
A cidade mineira conta com construções em estilo alpino atraindo diversos turistas durante o período de inverno. Além de aproveitar a baixa temperatura do roteiro, os casais podem fazer passeios de tirolesa, a cavalo e provar os tradicionais doces e queijo de Minas Gerais.
 
Para conhecer a cidade, passeios de Jeep a partir de R$ 85 levam o casal para montanhas, cachoeiras, fazendas que servem almoço tipicamente mineiro e pesques-pagues. Não deixem de tirar um tempinho para ir ao mirante do aeroporto, ponto turístico no qual é possível ver toda a cidade (e um romântico pôr-do-sol).
 
Campos do Jordão (SP)
 
A cidade, apelidada de suíça brasileira pelas construções que se assemelham a cidade europeia, oferece diversos passeios românticos aos turistas, como o de teleférico e a visita ao Morro do Elefante que permite uma vista panorâmica da cidade.
 
E se Dia dos Namorados combina com flores, uma visita ao Parque Amantikir, considerado um dos melhores da cidade, não pode faltar. O parque tem mais de 20 jardins inspirados em diversos países, com entrada a R$ 40. Indispensável também é desbravar a Serra da Mantiqueira: trilhas e escaladas para todos os fôlegos, a partir de R$ 100.
 
* Os valores de cada atração foram apurados em maio de 2017 e podem ser alterados pelos estabelecimentos.
 
Fonte: Gazeta do Povo

EMPRESA DE TÓQUIO USA GATOS PARA COMBATER ESTRESSE DE EMPREGADOS

As empresas japonesas são conhecidas por suas intermináveis horas de trabalho e estruturas hierárquicas estressantes, mas uma delas afirma ter encontrado um bom remédio: os gatos.
 
No pequeno escritório em Tóquio da companhia informática Ferray, nove felinos ronronantes descansam sobre as pernas de seus empregados, saltam de suas almofadas sobre os teclados e comem e dormem livremente.
 
Hidenobu Fukuda, que dirige a empresa, introduziu sua política de “gatos no escritório” em 2000, a pedido de um dos seus funcionários, e autorizou os mesmos a levar seus gatinhos para o trabalho.
 
“Também dou 5.000 ienes (40 euros) por mês para quem salvar um gato”, acrescenta.
 
Outras empresas também planejam recorrer a animais para reduzir o estresse e a ansiedade da força de trabalho.
 
Na Oracle Japan, um velho pastor inglês chamado Candy foi nomeado “embaixador” responsável por receber os convidados e acalmar os funcionários, de acordo com o site da empresa. O grupo americano tem um cão em seu escritório desde 1991 e Candy, o quarto, tem perfis no Twitter e Instagram.
 
Por sua vez, a empresa de recursos humanos Pasona Group “contratou” em tempo integral em 2011 duas cabras e duas alpacas em 2013, utilizadas, em parte, para fins terapêuticos.
 
Em Tóquio há quase 60 cafés com gatos oficialmente reconhecidos, onde os felinos vagueiam entre os clientes.
 
Em Ferray, Eri Ito se diz encantada: “Os gatos dormem do nosso lado, é relaxante”.
 
Mas ter gatos no escritório também tem seu lado negativo, admite Fukuda. “Às vezes, o gato anda no telefone e corta a chamada, ou desliga o computador quando pressiona o interruptor.”
 
Fonte: Exame.com

ALUNO COM A MAIOR NOTA DO VESTIBULAR DÁ DICAS DE COMO ESTUDAR

Passar as manhãs e boa parte da tarde estudando disciplinas como cálculo I, geometria analítica e programação de computadores não é bem um sacrifício para o calouro de engenharia elétrica, Vinícius Castagna Lepca. Aos 17 anos, o estudante começou o primeiro ano na universidade com duas conquistas valiosas: tirou a maior nota histórica do vestibular da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e recebeu uma bolsa para estudar na universidade norte-americana Johns Hopkins, em Baltimore, a partir de setembro.
 
Hoje, quase seis meses após a grande prova, ele percebe o quão importante foi a preparação durante o ensino médio. “Estou achando esse semestre bem tranquilo por enquanto. Tento estudar um pouco todos os dias, mas vejo que muita coisa do que aprendi no ano passado está sendo útil agora”, explica. Para ele, a única matéria mais desafiadora, até agora, é cálculo. “É um pouco difícil, mas nada anormal”.
 
Para incentivar futuros vestibulandos, o jovem calouro selecionou algumas dicas essenciais na hora de estudar. Confira:
 
1. Rotina: tente estudar todas as matérias aprendidas na aula no mesmo dia. Para fixar o conteúdo, nada melhor do que fazer muitos exercícios. Se não der tempo de revisar tudo, não se desespere! Você pode recuperar durante o fim de semana.
 
2. Espaço de estudo: escolha o mais produtivo para você, seja na sala de estudos do cursinho ou em casa. O importante é ficar longe de tentações como a cama, o computador ou o celular. Vinícius ativava o modo avião para se concentrar melhor.
 
3. Descanso/lazer: você precisa ter um tempo durante a semana sem que precise pensar em fórmulas e conceitos, caso contrário todo o aprendizado ficará bloqueado pelo estresse. Separe um dia para ir ao cinema, sair com os amigos ou mesmo não fazer absolutamente nada.
 
4. Não decore, aprenda: todo mundo fala isso e é verdade. É claro que você precisará decorar alguns conteúdos, mas escolha os que realmente precisam ser memorizados. Com o restante, tente entender os assuntos por associação; assim, você cria gatilhos de memória que ajudam muito na hora da prova. Em vez de decorar uma fórmula, por exemplo, pense nos caminhos que levam à resolução do problema.
 
5. Encontre seu método de estudo: isso varia de pessoa para pessoa. Fazer resumos, ler em voz alta ou focar nos exercícios são algumas maneiras de fixar o conteúdo.
 
6. Saiba fazer a prova: muita gente sabe o conteúdo, mas não tem afinidade com a prova. Para isso, o jeito é treinar, seja com os simulados da escola, seja fazendo vestibulares de inverno. Eliminar alternativas, analisar o enunciado cuidadosamente e não perder muito tempo com uma questão são algumas dicas.
 
Maior nota histórica da UFPR
 
Das 80 questões da primeira fase, Vinícius acertou 76; na prova dissertativa da segunda etapa, os resultados também foram excepcionais: gabaritou matemática e física e tirou 54,9 na redação, que valia 60. Isso fez com que ele fosse o primeiro colocado frente aos outros 54.491 candidatos do vestibular 2016/2017. A nota também foi a maior desde que a universidade implementou o atual sistema de seleção, em 2006.
 
O sucesso não veio à toa. Desde o ensino médio, fazia questão de manter um boletim impecável e, logo no primeiro ano, inscreveu-se como treineiro no vestibular – ao longo dos anos seguintes, faria mais quatro provas antes da “oficial”. Em uma delas, tentou passar em medicina para ver como estava a concorrência; ficou em primeiro lugar.
 
“Eu sempre gostei de aprender coisas diferentes, então eu ia atrás durante o ensino médio porque se eu deixasse para o terceirão seria mais difícil”, conta. Além disso, Vinícius ficava fora da curva no que diz respeito ao “povo das exatas”. Ao contrário do senso comum, o calouro de engenharia tem uma queda pelas ciências humanas, em especial pela literatura. “Quando era pequeno, lia muitos livros, o que me ajudou nas partes de redação e gramática.”
 
De olho na aprovação, o estudante manteve uma rotina rígida durante todo o ano, mas garante que separava um dia na semana para não pensar em nada relacionado ao vestibular. Pelas manhãs, assistia às aulas regulares do terceirão e, à tarde, fazia um preparatório para o ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), cuja prova é uma das mais concorridas do Brasil. Depois, revisava a matéria do dia até às 22h na sala de estudos, quando o colégio fechava.
 
Em três dias da semana, reservava cerca de duas horas para ir à academia e, aos sábados, estudava até o começo da tarde. Dali em diante, relaxava até segunda-feira, quando recomeçava os estudos. Embora puxada, a rotina não prejudicava seu rendimento. “Às vezes eu ficava com muito sono, mas em nenhum momento me sentia esgotado. Para me concentrar melhor nos estudos, eu trabalhava com metas: delimitava uns 45 minutos por matéria e separava mais tempo para os conteúdos que tinha menos facilidade, como história e filosofia”, conta.
 
Fonte: Gazeta do Povo

PESQUISA CONCLUI QUE GATOS AMAM TANTO SEUS TUTORES QUANTO OS CÃES

Uma pesquisa feita por três cientistas norte-americanos revelou que entre as atividades de interagir com humanos, se alimentar ou brincar, metade dos gatos estudados preferiram a interação com pessoas, sendo eles de abrigos ou com tutores.
 
“A gente acha que não, mas os gatos gostam muito da companhia de pessoas, especialmente dos tutores. Sentem-se acolhidos, cuidados e seguros”, afirmou a médica veterinária Luciana Deschamps, da clínica Sr. Gato, ao jornal Metro.
 
A veterinária explica que a forma de socialização de cães e gatos é bem distinta. O cão sai quase todos os dias para passear, tendo contato com outros cães e pessoas. Já o gato não precisa e nem quer isso, pois para ele, o tutor e a casa bastam para mantê-lo feliz, mesmo que conviva com outros de sua espécie.
 
Fonte: Catraca Livre

TENHA AINDA MAIS SEGURANÇA NAS SUAS VIAGENS DE UBER

Gente, a Uber trouxe uma novidade muito legal para o app aqui no Brasil!
 
Andar de aplicativo de carona é tudo de bom e agora a Uber está trazendo mais segurança pros motoristas e usuários também. 
 
Com a verificação de identidade em tempo real, o app pede pro motorista tirar uma selfie antes de aceitar uma corrida, pra dar mais segurança ao usuário.
 
Com essa novidade, antes de aceitar uma corrida, a Uber pode pedir uma selfie pro motorista. O mais legal é que essa verificação acontece de maneira aleatória.
 
Gente, essa função traz mais segurança tanto pro motorista quanto pro passageiro.
 
A Uber tem focado cada vez mais em segurança. Por exemplo, já faz um tempo que a empresa aceita pagamento em dinheiro, mas pra usar essa função é preciso colocar o CPF. Arrasou!
 
A tecnologia é legal assim, quando ajuda a gente e traz mais segurança!
 
Fonte: Blog da Lu

Publicidade

Fusionweb 

O melhor streaming para Rádio e Tv na Internet.

Hospedagem e desenvolvimento de Sites.

CLIQUE AQUI!

Ou ligue 41-3093-9979